Upravit stránku

23–26/05/2019 // EXPOÉGUA & ROMARIA A SÃO MARTINHO

Expo Égua

A Expo Égua, surgida em 1998, adveio da necessidade de fazer face à subvalorização a que a égua estava votada há décadas. Na sua maioria, as éguas eram usadas     em trabalhos leves na lavoura, em quase todas as épocas do ano, sendo normalmente de pequeno porte mas muito resistentes, ainda que mal alimentadas e cuidadas.
Poucos foram os que não as usavam apenas como animais de trabalho nos campos, e aproveitaram a sua capacidade reprodutiva e os seus instintos maternais. Se para aqueles que as usavam no campo a sua função estava justificada, para outros, a sua morfologia pouca atenção especial inspirava. Felizmente, os cuidados com o seu bem-estar foram melhorados, assim como o tendencial apuramento genético, o que permitiu termos hoje em dia, éguas utilizadas em diferentes práticas equestres, desde corridas, a provas de saltos e resistência, em competições até de âmbito internacional, com mérito reconhecido.
Os criadores, despertos para a riqueza que a sua herança genética possui, assumem a importância destes animais, ligando-a à Golegã, cujo espaço de promoção e defesa já se implementou.


Romaria a São Martinho

Foi em maio de 2002 que teve inicio a primeira romaria a S. Martinho, organizada pela confraria dos Romeiros de São Martinho, cujo percurso arranca do Largo do Arneiro e com os elementos a trajarem tipicamente, envergando a sua meia-capa. O percurso do passeio difere de ano para ano, mas seguindo o Romeiro-Mor e o Romeiro-Mestre, percorre os edifícios de culto do concelho, como a igreja matriz, a capela de S. Caetano ou da Misericórdia, da Broa ou do Paúl, com a figura de São Martinho e a devoção a ele prestada tanto por campinos, como por cavaleiros. Segue-se o tradicional almoço em jeito de partilha, o tempo em que ao redor da mesa, se estabelecem e restabelecem amizades, onde se come e bebe, canta e dança, junto a uma capela ou no meio da lezíria, humanizando a partilha e alegria destas gentes, numa união que é para os devotos assumida como uma graça divina.